digressão de estreia

Uma cantora e atriz (Laura Rui), outra cantora e flautista (Catarina Valadas) e uma acordeonista (Sónia Sobral) desenrolam um novelo de canções estimulantes aos ouvidos de todas as idades. Os espetadores desta nova criação músico-teatral vão levar com sílabas desordenadas, piruetas com as letras, métricas desformatadas, diversões desenfreadas, as gramáticas rasgadas, emoções, tudos e nadas!

O imaginário das crianças não dispensa a vida dos adultos, suas referências. Estas canções apropriam-se de temáticas quotidianas traduzidas para a perceção infantil. Temas que traduzem vivências, desmontando, junto dos mais pequenos, a idiossincrasia e os paradoxos do mundo em que vivem. Pequenas sementes de consciência social.

Nunca um espetáculo foi tão infantil e adulto ao mesmo tempo. “Canções Difíceis Fáceis de Saber” é um concerto infanto-adultês.

Fotos
Agenda

2019

29 setembro | 10h30
Quartel das Artes, OLIVEIRA DO BAIRRO

6 outubro | 17h00
Parque Aquilino Ribeiro, Outono Quente, VISEU

23-24 novembro
Desdobra-te!, ÉVORA

Material promocional
Ficha técnica

40' | M/6

Voz: Laura Rui
Voz, flauta, ukulele: Catarina Valadas
Acordeão: Sónia Sobral

Músicas: Manuel Maio
Letras: Luís Miguel Fernandes
Apoio cenográfico: Corina Ollett
Figurino: Cláudia Simões e Inês Vizinho

Booking: dorfeu@dorfeu.pt

Vídeo
Historial

2019

17 maio | 11º Festival i!, Auditório Ana Paula Silva, ÁGUEDA [ante-estreia p/ Escolas]
18 maio | 11º Festival i!, Auditório Ana Paula Silva, ÁGUEDA [estreia]

Sobre a criação

Este trio feminino de grande talento, além das vozes, apresenta-se com acordeão, flauta e ukulele, num registo musical entre o erudito e o circense, sem dispensa de uma vincada componente teatral e cénica. A performance convoca a participação de qualquer plateia, na resposta a desafios contantes, canção a canção.

Num exercício contra o facilitismo musical, não se dissimula a dificuldade que pode implicar cantar uma melodia exigente ou um verso complicado, mas aponta-se à imensa recompensa de o tornar fácil, ficando claro que basta experimentar.

Neste espetáculo inédito explora-se o lado lúdico das palavras, aborda-se a escrita criativa numa perspetiva didática, despertando a atenção para a riqueza da língua portuguesa, com jogos de palavras, trocadilhos, ironias sonoras e duplos sentidos explicados qb. Trabalha-se a exuberante diversidade dos sons de palavras difíceis de pronunciar, mesmo aquelas que as crianças possam não conhecer, provocando curiosidade e procura de conhecimento para lá da hora do espetáculo.